SBT/SC apresenta Luiz Carlos Prates como novo contratado

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20110122143522.jpg

Após ser demitido da RBS, afiliada da Globo em Santa Catarina, o jornalista Luiz Carlos Prates já tem novo trabalho na TV.

Prates foi contratado pelo SBT/SC. A emissora e o Sistema Catarinense de Comunicação (SCC) apresentaram o jornalista à imprensa na última sexta (21), em sua sede no Morro da Cruz, em Florianópolis.

Luiz Carlos Prates estará a partir de 10 de fevereiro, ao lado do jornalista Moacir de Oliveira, no comando do “SBT Meio-Dia”. Além disso, o jornalista também estará presente em outras mídias como jornais, internet e rádios, veículos parceiros ou de propriedade do Grupo SCC.

“Sou um inquieto que luta por justiça”. É desta forma que se auto-intitula um dos mais polêmicos, respeitados e admirados comunicadores de Santa Catarina, que agora está de casa nova. “Sem constrangimentos vou tratar dos mais diversos assuntos do cotidiano, tocando as sensibilidades, mas buscando contribuir ainda mais com o jornalismo de opinião em Santa Catarina”, garante.

Prates diz estar pronto para dar o melhor de si. “O passado conta como história, alicerce, mas a vida é de hoje para frente. É o primeiro dia de uma nova jornada e de um desafio que me agrada sobre todos os pontos de vista. Estou pronto para a batalha”, diz.

A contratação de Prates marca o início de uma série de ações a serem desenvolvidas neste ano pela afiliada do SBT, a fim de fortalecer sua marca nos quatro cantos do Estado, com uma programação competitiva, ágil e de qualidade, visando se consolidar na vice-liderança. “2011 é o ano do SBT”, afirmou o presidente do Grupo SCC, Roberto Amaral.

Em Santa Catarina, o SBT é exibido via UHF e tem alcançando baixos índices de audiência.

Luiz Carlos Prates foi demitido da RBS/Globo por ter feito uma polêmica declaração em novembro de 2010. Em uma de suas colunas no “Jornal do Almoço” de Florianópolis, Prates credenciou os acidentes de trânsito aos mais pobres, utilizando do adjetivo “miseráveis”: “Hoje qualquer miserável tem um carro. O sujeito jamais leu um livro, mora apertado em uma gaiola que hoje chama de apartamento. Não tem nenhuma qualidade de vida mas tem um carro na garagem”.

Na Telinha.

Anúncios

Gostou da notícia? Não esqueça de deixar seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s